Home > Notícias > CAMPANHA SALARIAL 2018 – Sindicato rechaça contraproposta do SINDIBERF

25/05/2018 - CAMPANHA SALARIAL 2018 – Sindicato rechaça contraproposta do SINDIBERF

Na manhã de terça-feira (22), o Sindisaúde-RS recebeu em sua sede os representantes do Sindicato dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos (SINDIBERF) para o segundo encontro nas negociações da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2018. 

A união da categoria ficou visível no número de delegados sindicais presentes a esta reunião. Oito representantes de seis hospitais diferentes defenderam diretamente os interesses dos colegas, surpreendendo a patronal e mostrando que a categoria está unida e mobilizada para alcançar uma boa negociação em 2018.

Seis hospitais estiveram diretamente representados por seus delegados e delegadas sindicais. (Crédito da foto: Paulo Vargas/Arquivo Pessoal)

Contraproposta negada

Na primeira conversa entre os representantes das duas entidades, o SINDIBERF havia se comprometido a dar um retorno sobre a proposta construída pela categoria em assembleias do Sindisaúde-RS.  No entanto, esse “retorno” foi, na verdade, uma tentativa imediata de implementar os ataques da Reforma Trabalhista. Na contraproposta, mais de 40 cláusulas foram alteradas pelo SINDIBERF, sendo que 19 foram totalmente excluídas!

A comissão de negociação rechaçou de pronto o documento, e solicitou um prazo de no máximo 5 reuniões semanais para chegar a um entendimento em mesa. Do contrário, outras medidas serão tomadas. 

Ingresso no TRT-4

Além disso, o Sindisaúde-RS ingressou no TRT-4 com pedido de garantia da data-base (1º de abril). Esse pedido é para que os direitos conquistados em convenções anteriores sejam mantidos até o final das negociações, pois desde outubro de 2016 a garantia de manutenção dos direitos já conquistados após a data-base acabou, devido a decisão do Ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

Próximos encontros

A próxima reunião formal ocorrerá em 4 de junho. No entanto, na próxima semana os departamentos jurídicos das entidades irão se reunir para tentar alcançar entendimento em algumas das cláusulas.