Home > Notícias > ERNESTO DORNELLES - Sindicato faz mais R$ 9 milhões voltarem à categoria

04/07/2018 - ERNESTO DORNELLES - Sindicato faz mais R$ 9 milhões voltarem à categoria

ATUALIZAÇÃO: em 29 de agosto, será paga a 2ª parcela do processo, das 9h às 11 horas, e das 13h às 16h30 na sede do Sindisaúde-RS, que fica na rua João Guimarães, nº 37. As datas seguintes serão divulgadas continuamente aqui no site e no nosso Facebook. Acompanhe!

--

Durante a manhã e a tarde de ontem (04), o Sindisaúde-RS mostrou mais uma vez a importância de um sindicato forte e combativo, promessa da gestão Podemos + Saúde. Os trabalhadores do Hospital Ernesto Dornelles (HED) aprovaram, em duas assembleias gerais, a proposta de acordo para o pagamento da ação do triênio, movida desde 2013.

 

R$ 8,9 milhões 

É o valor aproximado que o Sindisaúde-RS terá devolvido aos funcionários do HED até o final de 2019.

R$ 75 milhões 

É o valor aproximado que o Sindisaúde-RS devolverá à categoria que representa até o fim de 2018.

Trabalhadores aprovam proposta para pagamento do processo

Importância do sindicato

O trabalho do Sindisaúde-RS no campo judicial tem rendido um enorme retorno financeiro para os trabalhadores. Processos como o adicional noturno do Hospital Mãe de Deus, adicional de insalubridade do São Lucas/PUCRS e outros, movidos nos últimos anos, já garantiam quase R$ 70 milhões devolvidos à categoria até o final de 2018.

Somados os valores do processo cuja proposta foi aprovada ontem pelos funcionários do HED, o total de repasses aos quase 70 mil trabalhadores de nossa representação chegará a aproximadamente R$ 75 milhões até o fim do ano.

Se você quer manter o Sindisaúde-RS com essa força e combatividade, filie-se!

Vantagem para sócios e novos sócios

O escritório que atuou neste processo representando o sindicato foi o Woida, Magnago, Skrebsky, Colla & Advogados Associados. Os beneficiários da ação terão de arcar com um valor correspondente a 20%, referente aos honorários deste escritório, que não representa mais o sindicato.

No entanto, todos os beneficiários que já são sócios e os que se associarem até a data do 1º pagamento (estimado para final de agosto) terão o direito de pagar apenas 10% dos honorários.

As assembleias

Quase 200 pessoas presentes às duas assembleias, realizadas pela manhã e pela tarde, aprovaram a proposta de acordo para pagamento do processo - houve apenas um trabalhador votando em contrário.

Quase 200 pessoas compareceram às assembleias realizadas ontem. Na foto, a assembleia da tarde

O secretário-geral Julio Jesien comandou os trabalhos...

... junto do presidente Arlindo Ritter

Após a decisão da categoria, os valores individuais foram disponibilizados aos presentes. A partir de agora, os integrantes da lista de beneficiários que não estiveram nas assembleias poderão tomar conhecimento do que têm a receber comparecendo à sede do sindicato. Ressaltamos que nenhum valor será repassado sem a presença do beneficiário.

Cerca de R$ 500 mil

É o valor aproximado que o Sindisaúde-RS repassará mensalmente aos funcionários do HED até o final de 2019.

O processo

O Sindisaúde-RS inaugurou a ação em 2013, sob o nº 0020081-29.2013.5.04.0017, com a intenção de reaver o adicional de 15% a todos os funcionários que tivessem completado 15 anos de serviços (calculados sobre o salário básico e eventos).  Ainda que o hospital tenha alegado que havia deixado de pagar o triênio em 2003, por meio da Portaria nº 09/03, esse adicional foi pago, na prática, desde meados dos anos 80 até o ano de 2007, sob a rúbrica "triênio".

A primeira proposta do hospital era de um pagamento em 30 parcelas, absolutamente rechaçada pelo sindicato. Após sete encontros, chegou-se ao acordo aprovado ontem, com pagamento em 16 parcelas, além de uma extra para quitação de FGTS.

Depois da decisão judicial, ocorrida em 2016, o HED, sob determinação judicial, ainda teve de reincluir o adicional na folha de pagamento.

Os diretores Julio Duarte (à esquerda da foto), Carlos Alexandre Silveira (à direita)...

... e Lúcia Schaffer acompanharam Jesien e Ritter

Quem tem direito

- Trabalhadores admitidos até 30/12/2003;

- e que tenham completado 15 anos de trabalho a partir de fevereiro de 2007. Motivo: até 2007, a direção ainda pagava o triênio; a partir de então, unilateralmente, deixou de efetuar os pagamentos, o que gerou a ação judicial.

Obs.: o acordo ainda contemplará todos os trabalhadores que se encaixem nos critérios, mas que eventualmente não constem da listagem inicial.

 Para mais informações, contate-nos via WhatsApp pelo número (51) 9 9586 4021. Esse canal é exclusivo para informações sobre o processo de adicional noturno do Mãe de Deus e do triênio do Ernesto Dornelles.

Lista de beneficiários

Clique aqui.

Os pagamentos

- O hospital paga no Poder Judiciário, todo dia 21, o valor correspondente a uma das 16 parcelas.

- Após esse pagamento, o Sindisaúde-RS fica na espera de que o Judiciário libere os valores recebidos por meio de alvará.

- Normalmente, esse prazo leva de 20 a 30 dias.

- A partir de então, o sindicato informa a disponibilidade dos valores por meio de nosso site e redes sociais.

- Primeiro pagamento do hospital ao Judiciário ocorrerá em 21 de julho de 2018.

Obs.: haverá ainda o pagamento de uma 17ª parcela, referente ao FGTS. Nesta parcela, os trabalhadores ativos terão o crédito na conta vinculada, e os aposentados poderão sacar o valor.

Informações complementares

- Atualização dos valores

Haverá correção monetária em cada parcela.

- Trabalhadores com ação individual

Todos que moveram ação contra o hospital e fizeram acordo deram quitação no contrato de trabalho. Por isso, não terão direito ao benefício obtido pela ação coletiva movida pelo Sindisaúde-RS.

Crédito das fotos: Stéfano Mariotto / Assessoria Sindisaúde-RS

DSC_0137 DSC_0139 DSC_0144 DSC_0145 DSC_0146 DSC_0154 DSC_0155 DSC_0158 DSC_0163 DSC_0179 DSC_0181 DSC_0185 DSC_0206 DSC_0219 DSC_0224 DSC_0231 DSC_0233