Home > Notícias > Mãe de Deus: esclarecimentos sobre processo de adicional noturno

01/03/2018 - Mãe de Deus: esclarecimentos sobre processo de adicional noturno

Após reunião realizada com representantes do Hospital Mãe de Deus no dia 22 de fevereiro, o Sindisaúde-RS busca esclarecer o desenrolar do pagamento do processo de adicional noturno para os trabalhadores inclusos na lista de substituídos, bem como os que foram inclusos posteriormente à divulgação da listagem de substituídos no processo em nosso site (14/06/2017)

 

- O hospital se comprometeu a pagar a primeira parcela no final de março.

- Esse valor é pago diretamente ao Judiciário após o hospital conferir os cálculos efetuados pelo sindicato.

- O Judiciário então libera um alvará em favor do autor da ação – no caso, o Sindisaúde-RS, que representou a categoria.

- Após o pagamento do hospital ao Judiciário, a previsão é que a liberação dos primeiros valores para o sindicato ocorra no final de abril.

- A partir de então, a cada mês serão pagos 200 trabalhadores, em ordem alfabética.

- Além disso, após homologação sobre o acordo realizado entre sindicato e hospital em junho de 2017, o Judiciário reformou a forma de pagamento, que agora será efetuada em parcela única, e não mais em 8 parcelas.

- Após o pagamento de todos os trabalhadores inclusos na listagem inicial divulgada em nosso site, os demais trabalhadores, inclusos posteriormente, passam a receber seus valores.

 

Observações

- O Sindisaúde-RS deve terminar, até o final da semana seguinte, os cálculos referentes aos primeiros 200 trabalhadores.

- Entre os dias 15 e 20 de março, será realizada uma assembleia no hospital para apresentação dos primeiros cálculos. Lembramos que as primeiras duzentas pessoas já deverão ter recebido a aprovação dos cálculos por parte do hospital.

- Os demais cálculos deverão ser apresentados, a princípio, no mês de maio, quando então haverá nova assembleia para apresentarmos os novos cálculos aos trabalhadores seguintes da lista

Na assembleia de 2017, os diretores Júlio Duarte e Julio Jesien apresentaram a vitória no processo