Home > Notícias > MÃE DE DEUS – Pagamento do processo de adicional noturno começa em maio

27/04/2018 - MÃE DE DEUS – Pagamento do processo de adicional noturno começa em maio

No final da tarde de ontem, o Sindisaúde-RS realizou assembleia no Hospital Mãe de Deus para informar os trabalhadores sobre o andamento do processo de prorrogação de adicional noturno, cuja vitória foi anunciada em maio de 2017. Confira a lista geral de substituídos no processo clicando aqui, e os dois primeiros grupos a receberem os valores abaixo. Em dia a ser anunciado aqui pelo site e redes sociais, o sindicato irá ao hospital efetuar os pagamentos. Após esse dia, os valores estarão disponíveis aqui em nossa sede.

1º grupo (cálculos já confirmados pelo hospital): conheça os nomes clicando aqui.

2º grupo (cálculos já confirmados pelo hospital): conheça os nomes clicando aqui.

Atenção: para preservar as partes, os valores que cada trabalhador irá receber serão informados apenas presencialmente no sindicato.

Sindicato fez assembleia ontem no auditório do hospital

Os pagamentos

A cada mês, 200 trabalhadores, de um total de 1600, serão pagos integralmente. A ordem será alfabética. O primeiro grupo receberá os valores devidos até o final de maio de 2018 - confira mais detalhes ao pé da matéria. “Conseguimos nessa ação vantagens que não foram concedidas em processos semelhantes. Uma delas, por exemplo, foi instituir, para a base de cálculo dos valores devidos, o adicional noturno no valor de 50%”, informou o diretor Júlio Duarte. Pela lei trabalhista, os funcionários teriam direito a apenas 20%.

Além disso, desde janeiro de 2016 o hospital passou a pagar, por exigência do Sindisaúde-RS nas negociações, uma incorporação salarial para todos os funcionários do hospital, correspondente à prorrogação da jornada que até então não era paga.

O diretor Júlio Duarte, que é funcionário do Mãe de Deus, conduziu os trabalhos

Importância do Sindisaúde-RS

Duarte, que é funcionário do hospital, reiterou a importância de os trabalhadores manterem um sindicato forte, com as receitas em dia, pois a Reforma Trabalhista cortou cerca de 55% do financiamento do Sindisaúde-RS.

“Dêem uma olhada nas vantagens que o sindicato conquistou para a categoria ao longo dessas décadas, vantagens que muitas categorias não possuem. Além disso, temos Colônia de Férias, clínica odontológica, convênios, assistência jurídica, psicóloga, médicos do trabalho”, comentou Duarte, que foi acompanhado pelos diretores Julio Jesien e Carlos Alexandre Silveira, e pela diretora Lúcia Schaffer.

Você pode conhecer as vantagens de ser sócio na aba “Serviços” de nossa homepage. Os direitos que são específicos da categoria representada pelo Sindisaúde-RS você pode conhecer aqui.

Acompanhando Duarte e Samara, estiveram a diretora Lúcia Schaffer e os diretores Carlos Alexandre Silveira e Julio Jesien

Esclarecimentos sobre o processo

A advogada Samara Ferrazza, do Escritório Paese & Ferreira, representou o sindicato na ação. Ela esteve presente na assembleia para tirar dúvidas técnicas dos trabalhadores, e explicou algumas questões gerais sobre como funcionarão os pagamentos.

- BASE DE CÁLCULO: O sindicato conseguiu incluir o adicional por tempo de serviço, de insalubridade, adicional noturno no valor de 50%, dentre outras vantagens para a categoria, aumentando o valor que os trabalhadores receberão em relação ao que normalmente é pago nesse tipo de processo.

- ORDEM DOS PAGAMENTOS: Serão feitos em ordem alfabética, de 200 em 200 trabalhadores, até novembro de 2018, quando os 1600 substituídos terão todos recebido os valores que lhes são devidos. Os primeiros 200 vão da letra “A” até o nome de “Carla Rosane Dornelles”.

- FUNCIONAMENTO DOS PAGAMENTOS: O hospital paga no Poder Judiciário, todo dia 25, o valor devido por cada série de 200 trabalhadores - o primeiro foi efetuado no último 25 de abril. Após esse pagamento, o Sindisaúde-RS fica na espera de que o Judiciário libere os valores recebidos por meio de alvará. A partir de então, o sindicato informa a disponibilidade dos valores por meio de nosso site e redes sociais.

- SEM PARCELAMENTO: por determinação judicial, os valores serão pagos integralmente a cada um dos 200 trabalhadores da listagem em cada mês, sem parcelamento. Em decorrência disso, alguns esperarão um pouco mais para receber, pois o último pagamento do hospital será feito em novembro.

- ATUALIZAÇÃO DOS VALORES: os trabalhadores terão os valores atualizados de acordo com o mês que receberem.

A dra. Samara Ferrazza, que atuiou pelo sindicato no processo

Ao final da assembleia, a diretoria apresentou aos trabalhadores presentes os cálculos que já estão finalizados