Home > Notícias > Trabalhadores de Tramandaí na luta contra o atraso de salários

22/12/2017 - Trabalhadores de Tramandaí na luta contra o atraso de salários

Nesta quinta-feira (21/12), o Sindisaúde-RS esteve em Tramandaí para mobilizar os trabalhadores do hospital da cidade, que estão sofrendo com atraso de salários desde setembro e o não pagamento do 13°. A pressão deu resultado, e durante à tarde o sindicato e os trabalhadores foram recebidos pelos prefeitos de Tramandaí, Luiz Gauto, de Imbé, Pierre Emerim, e pelo secretário municipal de saúde de Tramandaí.

"Nos preocupa saber que não há investimento em serviços de atividades complexas, justamente dos municípios que mais utilizam o hospital", manifestou o secretário-geral do Sindisaúde-RS, Julio Jesien. Hoje, cerca de 48% dos munícipes de Tramandaí e 19% dos de Imbé são atendidos pelo hospital gerido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

De acordo com os prefeitos, como o hospital é estadual, as prefeituras não podem cofinanciar o serviço. No entanto, o prefeito Luiz Gauto sugere a discussão de um consórcio entreo os municípios do litoral para a municipalização do Hospital de Tramandaí.

Mobilização continua

Hoje, às 17 horas, os trabalhadores participam de uma assembleia geral com o Sindisaúde-RS para definir os rumos do movimento. Na próxima terça-feira (26/12), os prefeitos se reunirão no Palácio Piratini para discutir a situação. O sindicato dará apoio aos trabalhadores que queiram se deslocar à Porto Alegre para participar da concentração em frente ao Piratini.

Fotos: Marly Magalhães (Arquivo pessoal)