Home > Notícias > DIVINA PROVIDÊNCIA - Informações gerais sobre o processo dos R$ 1,7 milhão

30/06/2022 - DIVINA PROVIDÊNCIA - Informações gerais sobre o processo dos R$ 1,7 milhão


Compartilhe nas suas redes sociais!


Stéfano Mariotto de Moura - Coordenador de Comunicação

Assim como em Alvorada, Santa Casa, Gravataí, São Lucas da PUC, também no Hospital Divina Providência (HDP) a categoria receberá um enorme retorno financeiro de um longo trabalho de base e jurídico do Sindisaúde-RS. Em 09 de junho, os (as) trabalhadores (as) representados (as) pelo sindicato no HDP tiveram assembleia geral, onde o presidente Julio Jesien apresentou a proposta, feita pela gestão, de acordo sobre ação que o Sindisaúde-RS já havia vencido em duas instâncias do Poder Judiciário. A ação teve como objeto a mudança da base de cálculo dos adicionais (entenda mais abaixo). A proposta de acordo foi aprovada por 100% dos votantes.
 

Com a decisão dos trabalhadores, o Sindisaúde-RS devolverá
cerca de R$ 1,7 milhão em um direito historicamente suprimido, reconquistado pelo sindicato!

Trabalhadoras (es) já pagas (os)

1º lote (pago em 22/07/2022)

Em virtude da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), não iremos mais divulgar publicamente a lista de beneficiários a cada mês. Quanto à lista geral, estivemos no hospital para você tomar conhecimento sobre se seu nome está nela. Se você não nos encontrou por lá, ainda pode tirar essa dúvida através do WhatsApp 51 995864021, ou ligando para o sindicato nos telefones 3378 6600 ou 3276 0706.  Lembre-se que os lotes são pagos conforme o dinheiro enviado mensalmente pelo hospital. Portanto, se seu nome está na lista geral, fique tranquila (o): você vai receber em algum dos lotes futuros, conforme a ordem informada na assembleia geral. 

Assembleia foi no auditório

Decisão unânime

 

Poucos sócios no hospital: só um quarto dos votantes

Manter esse trabalho depende do sócio. E, infelizmente, apenas um quarto dos votantes afirmaram serem sócios do Sindisaúde-RS. Conscientize-se e conscientize seu colega, pois você só vai receber esse valor por causa de toda a estrutura que o Sindisaúde-RS mantém através da única fonte de financiamento do trabalho sindical: a mensalidade social.

Poucos sócios

Não esqueça: sócio recebe antes (e você ainda pode se filiar)

Como forma de demonstrar nossa gratidão a quem financia a luta sindical, ficou delimitado que nossos associados receberão nos primeiros lotes. Dentre os associados, os mais antigos recebem primeiro.

Tira-dúvidas

O que é a ação vencida pelo sindicato?

É uma ação em que o sindicato pediu a integração do adicional de insalubridade e do adicional por tempo de serviço à base de cálculo do adicional noturno para os trabalhadores que representa no HDP. Ou seja: a remuneração mensal de todos os trabalhadores atualmente ativos que cumprem horário noturno aumentou devido a essa ação do sindicato, pois o adicional noturno teve aumentada sua base de cálculo.

Além disso, trabalhadores que atuaram no hospital anteriormente, que se encaixam nos critérios definidos pelo Judiciário conforme descritos na assembleia e resumidos mais abaixo, têm direito a receber valores retroativos. Evidentemente, você deve considerar as particularidades da jornada de cada um para entender o valor que lhe é devido, ou seja: se você cumpriu mais trabalho noturno ou não, se recebe adicional de insalubridade em grau médio ou máximo, se já recebe quinquênio...

O que é esse "acordo sobre a ação"?

Com a vitória judicial do Sindisaúde-RS nas duas primeiras instâncias do Judiciário, a gestão do HDP optou por buscar o sindicato e construir um acordo, objetivando estancar o passivo trabalhista. Vários encontros foram realizados a fim de construir um entendimento nos mesmos moldes daquele que permitiu o pagamento antecipado aos trabalhadores da Santa Casa em 2019, no processo dos R$ 18 milhões.

Quem tem direito?

1) Empregados ativos que recebiam adicional e hora reduzida noturna entre 25-07- 2011 até 01-07-2017.
2) Empregados despedidos após 25-07-2014 e que recebiam adicional noturno e hora reduzida noturna (empregados despedidos antes desta data tiveram declarada a prescrição do direito)
3) Empregados que não tenham postulado individualmente este direito e que não tenham realizado acordo judicial de quitação do contrato de trabalho.

Incorporação em folha

Esse valor a mais já foi incorporado à remuneração dos trabalhadores que fazem jus à mudança no cálculo. E tenha claro:

Você só recuperou esse direito suprimido por causa do trabalho do sindicato!

Valores

Contate-nos no WhatsApp disponibilizado mais abaixo, encaminhando foto do seu documento de identidade (frente e verso) e foto da frente do seu cartão bancário. Esse processo é necessário para termos segurança sobre a identidade do trabalhador.

Atenção: não mande foto do verso do cartão bancário, pois nele consta o seu código de segurança pessoal. O sindicato responderá em horário de expediente. Por gentileza, entenda que o retorno pode demorar um pouco devido ao fluxo de mensagens, pois há outros processos sendo pagos :)

Não estou na listagem, mas pelos critérios eu tenho direito! O que faço?

Contate-nos no WhatsApp disponibilizado mais abaixo.

Quando começam os pagamentos?

Em 15 de julho de 2022, o hospital paga ao sindicato a primeira parcela do total devido, e o Sindisaúde-RS imediatamente começa a repassar aos trabalhadores, na ordem abaixo, até esgotar o valor da parcela. No mês seguinte, o hospital paga nova parcela, e assim por diante, até que o valor total seja quitado e repassado integralmente à categoria.

Atenção: a entrada do valor em sua conta deve demorar alguns dias após a data de pagamento pelo hospital por razões administrativas (há mais processos sendo pagos pelo Sindisaúde-RS) e de trâmites bancários.

Ordem dos pagamentos

Ocorrerão em parcelas mensais, até se esgotarem todos trabalhadores. Os sócios do sindicatos recebem primeiro, por ordem de antiguidade. Os demais recebem nas parcelas seguintes.

Resumo completo da ação e do acordo

Clique aqui!

Fotos da assembleia

Clique aqui e confira!